Hanson no “The noite”

Uma das entrevistas mais divertidas com o Hanson no Brasil.

E aqui, algumas fotos:

 

Novo álbum de Natal

Depois de 20 anos tocando “Snowed in” incansavelmente no Natal, finalmente, foi anunciada a data do próximo álbum de Natal da Banda!

Aqui, a carta que os membros da Hanson.net receberam em relação a esse álbum:
FINALMENTE É NATAL – Será lançado dia  27 DE OUTUBRO

Na sequência da celebração do seu 25º Aniversário com shows esgotados na Europa, Austrália e América Latina na turnê “Midlle of Everywhere and Greatest Hits”, o trio pop-rock HANSON anuncia o lançamento dia 27 de outubro do seu novo álbum de Natal FINALMENTE É NATAL (3CG Records / S-Curve Records), seguido de um número limitado de shows de férias especiais em Toronto, Nova York, Chicago e Los Angeles. Os concertos incluirão novas músicas do “Finalmente é Natal”, bem como seleções do álbum de Natal de estréia da da banda, “Snowed In”, que está comemorando seu aniversário de 20 anos este ano.

FINALMENTE, NATAL ESTÁ disponível para pré-pedido no início de amanhã em todos os DSPs e na loja oficial Hanson.net.

O novo álbum de Natal, que apresenta quatro faixas originais e oito clássicos atualizados, reúne a banda com o presidente da S-Curve, Steve Greenberg, que originalmente assinou a banda para a Mercury Records em 1996, além do co-produtor e parceiro de redação Mark Hudson (Aerosmith , Ozzy Osborne, Ringo Starr), que também colaborou com Snowed In. Adicionando ao pedigree de produção do lançamento estão o engenheiro e misturador CJ Eiriksson (Jacks Mannequin, U2, Phish, Matchbox 20), com o título e as faixas selecionadas, misturadas pelo veterano Chart-topper Tom Lord-Alge (U2, Rolling Stones, Billy Joel , The Wallflowers).

Em contraste com o sentimentalismo de muitos lançamentos de Natal, HANSON tráz uma energia orgânica do rock and roll ao álbum, com favoritos icônicos como “Blue Christmas” de Elvis Presley, “Someday At Christmas” de Stevie Wonder e “Winter Wonderland” de Aretha Franklin, juntamente com um arranjo re-imaginado de “Wonderful Christmas Time” de Paul McCartney e interpretações animadas de clássicos modernos como “All I Want For Christmas” de Mariah Carey. As músicas originais do álbum, como a faixa-título e “Til New Years Night”, irromperam com energia comemorativa, arranjos vocais em camadas, chamando a atenção para Beach Boys e riffs de guitarra da era da invasão britânica, enquanto “Peace On Earth” destaca as fervorosas letras da banda e melodias poderosas. O álbum não está sem sentimentalismo, inteiramente, fechando com uma interpretação íntima de “Have Yourself A Merry Little Christmas”, com o guitarrista Isaac cantando no clássico de Judy Garland e uma mistura emocional de evangelho de duas canções bem conhecidas do Natal Hymnal, “Go Tell It On The Mountain” e “Joy To The World”.

Como todo trabalho com assinatura do HANSON em seus álbuns de estúdio, a banda combina sem esforço melodia com arranjos musicais precisos e uma reverência genuína pela herança musical, criando um trabalho impressionante e emocionante para a intimidade da sua sala de estar ou a emoção de uma grande festa com amigos e familiares neste Natal.

 

Com o coração na mão, a pessoa mais apaixonada pelo Natal que os meus amigos conhecem:

Fotos profissionais

O fotógrafo Vinícius Caricatte ( no instagram: @caricatte ) mandou pra gente o link do facebook com as fotos profissionais que ele tirou no show de BH na semana passada.

Confiram:

Hanson divulga fotos com pilhas de lixo nos bastidores do show do Rio de Janeiro

Uma certa polêmica envolveu as fotos que o Hanson postou com uma pilha de lixo nos bastidores do show do Rio de Janeiro.

O post foi uma ironia ao aparente “glamour”da vida de “pop-star” que eles levam e quis mostrar que, mesmo sendo cantores famosos, nem tudo é lindo o tempo todo.

Porém, atacou diretamente o Rio e vários fãs ficaram ofendidos. Já outros acabaram dizendo que a reação era dramática demais.

Eu admiro o bairrismo dos cariocas e o Rio realmente é lindo, como o próprio Hanson apontou horas antes nas fotos. Porém, é cheio de questões que todos nós conhecemos.

Concordei com a atitude da banda e acho importante que a reflexão sobre o Brasil seja levantada. Se cantores internacionais se deparam com situações dessas, será que eles pararam pra pensar como é o dia-a-dia da população nesse lugar?

Levanta a mão quem mora no Rio e adoraria que o maior problema que já enfrentou tivesse sido uma pilha de lixo no caminho pra um show!

Acho que o que realmente pesou aqui foi o bom e velho “Eu posso falar mal do meu país, porque é meu! Estrangeiros não podem!”.

Que essa atitude do Hanson sirva de alerta para o mundo e para as autoridades.

Um beijo pro por-do-sol do arpoador!

 

Shows no Brasil e choque cultural

Adoraríamos ouvir de vocês como foi a experiência nos shows do Brasil e de toda a turnê mundial!

Conta pra gente?

Sempre lembrando que: A cultura brasileira é diferente da cultura americana. Nós invadimos constantemente o espaço pessoal das pessoas que mal conhecemos e, para nós, não há problema algum nisso.

Acontece que, fora do Brasil, o simples fato de tu tentares dar um abraço em alguém (por exemplo) é considerado invasão. É falta de educação. Não é bem visto.

Por isso, acredito que alguns fãs que se dizem “decepcionados” com a atitude do Hanson deveriam considerar as diferenças culturais antes de levar reações corriqueiras e corretas para o lado pessoal e sentirem-se ofendidos.

Sintam-se livres para discordar.

Um bom show ao pessoal de BH hoje!

#riodejaneiro #middleofeverywhere

A post shared by HANSON (@hanson) on